Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Centro do Porto passa a ter zonas pedonais temporárias aos fins de semana a partir deste sábado, dia 20
18-06-2020

A partir deste fim de semana, 16 ruas da Baixa e do Centro Histórico vão ser transformadas em zonas pedonais temporárias, entre as 8 horas de sábado e as 20 horas de domingo. A medida municipal insere-se num plano de resgate do espaço público, que visa potenciar uma nova experiência de lazer e compras na cidade, decorrente da retoma da atividade económica. Por outro lado, num quadro de aposta na sustentabilidade, procura ainda incentivar os cidadãos para uma mobilidade mais consciente, menos dependente do automóvel e mais voltada para o uso dos modos suaves de transporte nas deslocações.


É um duplo objetivo que se conjuga no plano de resgate do espaço público para os cidadãos, que foi anunciado pelo presidente da Câmara do Porto, no final do mês de maio. Às medidas que a autarquia já vinha preparando no sentido de propor alternativas ao uso de transporte individual no meio urbano - como o incentivo ao uso de modos suaves e o alargamento e melhoria da rede de ciclovias - juntou-se também a necessidade de repensar o usufruto do espaço público, num tempo que deve conciliar a retoma da economia com o controlo da crise sanitária, e que entre outras ações passa, sempre que possível, pela promoção do distanciamento social na via pública.

Assim, a partir deste sábado, dia 20, várias artérias da Baixa e do Centro Histórico do Porto ficam condicionadas à circulação automóvel. As zonas pedonais temporárias serão também Zonas de Coexistência, ou seja, significa que apesar de o trânsito automóvel ser proibido, está permitido o acesso a moradores e a parques, com velocidade máxima limite aos 20 km/hora. Também as cargas e descargas são permitidas, mas só das 6,30 às 11 horas, de sábados e domingos.

Nestas zonas, vai ser introduzido novo mobiliário urbano, temporário e amovível, para um usufruto mais confortável do espaço. Esse novo uso dado ao espaço público é acompanhado por marcações coloridas no pavimento.

Conheça ao detalhe as zonas pedonais temporárias

Entre as 8 horas de sábado e as 20 horas de domingo, as seguintes ruas passam a zonas pedonais temporárias.

Zona 1

Cedofeita
- Rua de Cedofeita, no troço compreendido entre a Rua de Álvares Cabral e a Rua do Breiner;
- Rua do Breiner, no troço compreendido entre a Rua de Cedofeita e a Rua do Rosário;
- Rua de Miguel Bombarda, no troço compreendido entre a Rua do Rosário e a Rua de Diogo Brandão.

Movida
- Rua de Conde de Vizela, Rua da Fábrica e Rua de Santa Teresa;
- Rua de Avis, no troço compreendido entre a Rua de Santa Teresa e a Praça de D. Filipa de Lencastre (arruamento sul).

Almada
- Rua do Almada, no troço compreendido entre a Rua do Dr. Ricardo Jorge e a Rua de Ramalho Ortigão;
- Rua da Picaria.

Passos Manuel
- Rua de Passos Manuel, Rua do Ateneu Comercial do Porto, Rua do Dr. António Emílio de Magalhães.

Zona 2
- Passeio das Virtudes e Rua do Dr. Barbosa de Castro.

Zona 3

Caldeireiros
- Rua dos Caldeireiros, no troço compreendido entre a Rua de S. Bento da Vitória e a Rua da Vitória.

Avenida Rodrigues de Freitas
- Avenida Rodrigues de Freitas, no troço compreendido entre a Rua de D. João IV e a Rua do Duque de Saldanha.

Algumas destas novas zonas pedonais temporárias convergem com zonas pedonais previamente existentes, como é o caso da Rua de Cedofeita, que no troço compreendido entre a Rua do Breiner e a Praça de Carlos Alberto já é pedonal.

De assinalar que, não obstante a permissão do acesso ao interior das zonas pedonais temporárias a moradores e transportes de mercadorias, o estacionamento está proibido. Há ainda condicionamentos de trânsito a respeitar em arruamentos adjacentes, de acordo com o mapa em anexo.

Projeto piloto nos pontos de partilha

A acompanhar o plano municipal de resgate do espaço público, já a partir de amanhã, sexta-feira, entra em experiência um projeto piloto em 88 pontos de partilha de modos suaves, que vão funcionar até ao dia 30 de setembro com horário alargado, entre 6 horas e a 1 hora da manhã. Além das trotinetas, estes pontos de partilha vão receber bicicletas elétricas. 

A operação é assegurada nos mesmos moldes, pelas três operadoras com licença para disponibilizar modos suaves em regime de partilha no Município do Porto.