Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Boletim Municipal tem uma nova "cara" eletrónica
03-12-2019
O Boletim Municipal Eletrónico do Porto tem uma nova aplicação informática de acesso, disponibilizada a partir desta terça-feira, dia 3, em paralelo com um novo endereço de entrada e novas funcionalidades.

Acessível a partir de "http://bme.cm-porto.pt", a nova app introduz melhorias ao nível da pesquisa de conteúdo e adaptabilidade do sítio aos diferentes dispositivos utilizados (computadores, tablets ou telemóveis).

A consulta fácil e rápida por via eletrónica permite pesquisar e imprimir qualquer documento inserido no Boletim Municipal, estando disponíveis vários modos de consulta:

- visualização do último Boletim Municipal publicado na íntegra, utilizando a opção "Última Publicação";
- pesquisa de qualquer documento específico através da opção "O que procura?", preenchendo uma palavra-chave e/ou utilizando os filtros disponíveis;
- consulta do histórico dos Boletins Municipais Eletrónicos, utilizando a opção do menu lateral "Boletins".

História do Boletim Municipal do Porto

Em 1936, a Comissão Administrativa da Câmara Municipal do Porto autorizou a publicação do Boletim Municipal, com o objetivo de dar a conhecer aos munícipes as deliberações camarárias, bem como os demais documentos de interesse para a vida municipal. Passou então a ser editada uma publicação em papel, semanalmente, contendo as atas do Executivo Camarário, as deliberações da Assembleia Municipal, ordens de serviço, despachos, requerimentos, editais, ofícios, avisos e anúncios.

Em 2008, no âmbito de um projeto cofinanciado pelo SAMA - Sistema de Apoio à Modernização Administrativa e incluído no Simplex Autárquico, a Câmara do Porto iniciou o desenvolvimento e a publicação, a partir de abril de 2009, do Boletim Municipal no formato eletrónico que viria a substituir totalmente a publicação em papel.

Essa alteração permitiu prestar aos cidadãos informação sobre a atividade municipal de forma direta, atual e segura, passando para o domínio digital a informação que durante décadas foi disponibilizada e veiculada em papel; criar uma cultura de desenvolvimento sustentável, mobilizando todos os intervenientes para uma gestão otimizada de recursos, designadamente na racionalização da utilização de bens consumíveis como papel e toner; e aumentar a eficiência e eficácia do desempenho interno dos serviços.

Em 2018, foi iniciado um processo de modernização do Boletim Municipal Eletrónico, tendo sido introduzidas, numa primeira fase, melhorias ao nível da pesquisa de conteúdo e, a partir de dezembro de 2019, ao nível da adaptabilidade do novo sítio aos diferentes dispositivos utilizados na sua consulta, como computadores, tablets ou telemóveis.