Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Avenida Gustavo Eiffel reabre com novo modelo de circulação automóvel
19-06-2018
A Avenida Gustavo Eiffel reabre ao trânsito na madrugada de quinta-feira, 21 de junho. A reabertura, às 05,00 horas, acontece após vários meses de encerramento impostos pela necessidade de consolidação da Escarpa das Fontainhas. Marca também o início de um novo modelo de circulação automóvel na marginal, com reflexos no alívio da zona histórica.

A empreitada de consolidação da Escarpa das Fontainhas, que representa um investimento de 1.211.865,00€, irá prosseguir até meados do mês de setembro, mas já sem que seja necessário impor restrições à circulação.

A acompanhar a reabertura, e com o objetivo estratégico de reduzir gradualmente a circulação automóvel no centro histórico da cidade, nomeadamente no que concerne aos movimentos de atravessamento, irá ser adotado um novo modelo de circulação para as avenidas de Gustavo Eiffel e Paiva Couceiro.

Assim, entre a Calçada das Carquejeiras e a Rua de Sabrosa, irão ser implementados corredores BUS, abertos também a veículos pesados de transporte de passageiros em regime regular e ocasional, motociclos e ciclomotores.

A circulação do tráfego automóvel será autorizada apenas nos seguintes horários e sentidos: das 5,00 às 12,00 horas, ocorrerá no sentido Freixo-Ribeira; no restante período, será apenas permitida a circulação no sentido oposto.

Ao responder ao objetivo estratégico de redução gradual da circulação automóvel no centro histórico, esta medida vem descriminar positivamente o transporte coletivo, a circulação pedonal e os modos de transporte privado menos consumidores do espaço público.

O fluxo controlado do tráfego automóvel na Avenida Gustavo Eiffel privilegia os movimentos de escoamento do centro histórico para nascente, em detrimento dos movimento de entrada. Ainda assim, o horário definido permitirá compensar os fluxos de maior procura na ligação a Gondomar, considerando desta forma o menor número de soluções rodoviárias na ligação a este concelho.