Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Atletas do Quénia foram os mais rápidos na 11.ª Meia Maratona do Porto
18-09-2017

Os atletas quenianos dominaram a 11.ª Meia Maratona do Porto, tanto no setor masculino como no feminino, sendo que neste último foi batido o recorde da prova. O evento desportivo realizou-se na manhã amena de domingo, favorável à corrida, e reuniu um total de 13 mil participantes (no percurso total, com 21 km, e na minimaratona de 6 km).

 

A vitória decidiu-se apenas nos metros finais, num sprint final discutido por três atletas quenianos. Abraham Kiptum levou a melhor, garantindo a primeira posição com 1h00m06s. A apenas um segundo ficou Marius Kimutai, enquanto Leornard Kipkoech Langat completou o pódio, com 1h00m08s.

 

Tal como o pódio, também o top-10 foi todo ele preenchido por atletas do Quénia. José Moreira, atleta do Sporting CP, foi o primeiro português a chegar à meta, situada junto aos Jardim do Calém, na décima quarta posição. Seguiram-se Miguel Ribeiro, do Olímpico Vienense, em décimo quinto, e Daniel Pinheiro, do Maia A. C., em décimo sexto.

 

No setor feminino, a queniana Mónica Jepkoech venceu a corrida em 1h09m23s, estabelecendo assim um novo recorde da prova, que desde 2012 pertencia à sua compatriota Alice Mogire, com a marca de 1h10m23s.

 

Tal como no setor masculino, também aqui o pódio foi monopolizado pelas atletas do Quénia, com Vivian Jerono Kiplagat a garantir a segunda posição, cortando a meta apenas três segundos após a primeira classificada.

 

A terceira posição foi para a também queniana Antonina Kwambai, com o tempo de 1h11m52s. A primeira portuguesa a cortar a meta foi Salomé Rocha, que terminou em sexto lugar com o tempo de 1h14m45s. Ana Mafalda Ferreira, do Sporting CP, Vera Nunes, do SL Benfica, e Mónica Silva, também do SL Benfica, fecharam o lote das dez primeiras posições.


Veja as classificações completas aqui.