Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Atleta brasileiro Paulo Paula participa neste domingo na EDP Maratona do Porto
01-11-2019
Paulo Paula, um dos principais fundistas brasileiros, é cabeça-de-cartaz da 10.ª APO Family Race - Corrida dos Ossos Saudáveis, a corrida de 15 km integrada na EDP Maratona do Porto, que se disputa na manhã do próximo domingo, dia 3, ligando Porto, Matosinhos e Gaia.

Finalista nos Jogos Olímpicos de Londres (2012) e atleta da lista Gold Label da IAAF, Paulo Paula foi também finalista mundial em Moscovo (2013), 15.º classificado nos Jogos Olímpicos do Rio (2016) e 6.º na Maratona de Fukuoka (2015), entre outros lugares de mérito.

Quanto à prova principal da 16.ª edição da EDP Maratona do Porto, reúne 16 mil atletas de todo o mundo e tem partida marcada para as 9 horas de domingo junto ao SeaLife Porto, para um percurso de 42 km que chegada no Queimódromo (Parque da Cidade).

Mas o programa começou já hoje, dia 1, com a receção aos atletas na Expo Maratona. Trata-se de um espaço totalmente dedicado ao running, com as melhores marcas e serviços dedicados à modalidade, que está a funcionar no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, hoje e sábado, entre as 10 e as 19 horas.



Organização quer bater recordes

Os maiores objetivos desta 16.ª EDP Maratona do Porto passam pela obtenção dos recordes do percurso em ambos os sexos e do estatuto de maior maratona nacional.

No setor masculino, o melhor do traçado está em 2h09m05s, estabelecido no ano passado pelo ugandês Robert Chemonges. Da lista de presenças deste ano, destacam-se os quenianos Patrick Kipyegon Terer, detentor de um recorde pessoal de 2h08m07s realizado em 2014, Joel Kiptoo, com 2h09m08s obtidos em 2009, Edwin Kimaiyo, com 2h09m12s desde 2017, e Justus Kiprotich, com o tempo de 2h09m28 realizado em 2018. Martín Fiz, um dos maiores expoentes da história do atletismo espanhol, campeão do mundo e campeão europeu de maratona, também vai tentar bater o recorde do mundo do seu escalão.

Quanto a portugueses, destacam-se as presenças de Rui Pedro Silva, que ficou na 2.ª posição na edição de 2014 (1.º português), Carlos Costa (CD S. Salvador do Campo), que alcançou o 6.º lugar em 2014 (2.º português), e Hermano Ferreira (Escola de Atletismo de Coimbra).

Já no setor feminino, o recorde do percurso foi estabelecido em 2017 pela queniana Monica Jepkoech, com 2h26m58s. Mas, para a corrida deste domingo, a frente feminina irá ser maioritariamente da Etiópia. Genet é a favorita ao primeiro lugar, com uma marca pessoal de 2h25m38s, seguida de Tizita Terecha, com um recorde pessoal de 2h28m03s, e de Mestawot Tadesse, com um melhor tempo de 2h31m38s.

A nível nacional, vão correr Luísa Oliveira (Paredes Aventura), 2.ª classificada em 2014 (1.ª portuguesa), e Rosa Madureira (AD Marco 09), 3.ª classificada em 2015 (2.ª portuguesa).

Além da prova principal (42 km) e da corrida solidária (15 km), a 16.ª EDP Maratona do Porto, que originará alguns condicionamentos de trânsito, inclui também uma caminhada de 6 km (Fan Race), sem fins competitivos e aberta a todos os escalões etários.