Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Associação de Surdos do Porto é campeã nacional de Futsal e garante presença no Europeu em Madrid
08-06-2017
A Associação de Surdos do Porto (ASPorto) sagrou-se Campeã Nacional de Futsal de Surdos pelo segundo ano consecutivo. O jogo do título foi disputado em Leiria, no final de maio, e garante a presença da equipa no Campeonato Europeu de Futsal para Surdos em 2018.

 "A vitória significa o culminar de muito esforço, luta e dedicação de todos para mostrar que a diferença se encontra na surdez mental da sociedade para com as pessoas surdas", explicou ao Porto. Fernando Baltazar, diretor desportivo da equipa.

Treinada por Paulo Teixeira, mais conhecido por "Brinco", a formação integra 20 atletas, todos eles surdos e associados da ASporto, assim como o treinador. O primeiro lugar alcançado na liga portuguesa garante a presença no Campeonato Europeu de Futsal para Surdos (DCL-Futsal , Deaf Champions League Futsal), que se vai realizar entre 29 de janeiro e 4 de fevereiro de 2018, em Madrid.

A equipa tem como meta chegar à final. "Na nossa anterior participação, em 2015, na Áustria, não conseguimos atingir esse sonho, tínhamos uma equipa algo envelhecida, mas a atual renovação feita com atletas jovens, fortes, rápidos, com boa técnica, fazem-nos aspirar a conseguir ir mais longe", explicou o diretor.
A formação treina com regularidade em pavilhões municipais, cedidos pela Câmara do Porto, enquanto instituição particular de solidariedade social.

O Campeonato Nacional de Futsal de Surdos é organizado pela Liga Portuguesa de Desporto para Surdos (LPDS), instituição filiada na Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência), na EDSO (European Deaf Sports Organization) e no ICSD (Inernational Committee of Spors for the Deaf).
E como resposta a uma das perguntas mais comuns dos ouvintes - como é que ouvem o apito do árbitro? -, Fernando Baltazar responde: "O nível de acuidade visual ajuda a eliminar a falta de audição" e acrescenta que "a bola é redonda para todos, sejam surdos ou ouvintes".

A Associação de Surdos do Porto
A história da associação remonta a 1934, quando um grupo de surdos do Porto e arredores reuniu-se e criou o Grupo Recreativo de Surdos do Porto, que em 1951 foi reformulado e passou a designar-se Grupo Desportivo Surdos-Mudos do Porto, tendo como atividade principal precisamente o futebol. 

Em 1974, nasce a Associação Portuguesa de Surdos-Delegação do Porto e com enorme acréscimo de atividades, especialmente na área social que, em 1995, muda a designação para Associação de Surdos do Porto.

Com estatuto de instituição particular de solidariedade social, a associação tem, atualmente, cerca de 800 associados e presta apoio a toda a comunidade surda da zona Norte. Tem como grande premissa procurar caminhos que possibilitem atingir uma real integração do surdo na sociedade.