Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Dallas com solução aprovada
05-05-2015

A Assembleia Municipal do Porto aprovou ontem o plano de pormenor do centro comercial Dallas e a "redução" das taxas devidas pelos proprietários para o empreendimento poder ser legalizado e reformulado.


O plano de pormenor mereceu a aprovação unânime dos 45 deputados presentes, ao passo que a proposta relacionada com as taxas municipais, que totalizavam 5,5 milhões e passaram para 1,5 milhões de euros, obteve um voto contra e três abstenções.


O vereador do Urbanismo, Correia Fernandes, frisou que o Dallas nasceu ainda antes do 25 de abril de 1974, abriu como centro comercial dez anos depois e foi encerrado em 1999 por falta de segurança.


Situado na Avenida da Boavista, o complexo tem cinco edifícios de escritórios, habitação e comércio, com "lojas de todos os tamanhos e feitios e qualquer coisa como 500 condóminos", para quem o plano de pormenor aprovado surge como esperança para acabar com uma dor de cabeça de 30 anos.


"A Câmara Municipal considerou que o plano de pormenor era a única figura capaz de resolver uma série infindável e indescritível de ilegalidades" e, por isso, entendeu-se com a administração Dallas para a sua realização, referiu Correia Fernandes.


O plano de pormenor, feito pela autarquia "em colaboração com os condóminos", "melhora a relação do Dallas com a envolvente, redimensiona a área comercial e possibilita um novo modelo de gestão", acrescentou o vereador.


A administração do Dallas já disse que vai investir 30 milhões de euros para remodelar, legalizar e reabrir aquele que já foi o maior centro comercial do Porto, num projeto em que tem havido "diálogo" com investidores internacionais.