Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Artistas de Novo Circo palmilham a cidade até ao próximo domingo
14-09-2018
É na Praça dos Poveiros que poderá assistir à apresentação mais curta do I Festival Internacional de Circo do Porto (FIC Porto). A Compagnie Toron Blues traz "Rouge", um número intenso de apenas 15 minutos, criado e interpretado por Clémentine Lamouret e Elsa Caillat. Para ver hoje e amanhã, às 15 horas e às 18 horas, e, no domingo, às 13 horas e às 16 horas.

Ao todo são 44 espetáculos gratuitos, que já começaram ontem e estendem-se até domingo, muitos em estreia nacional e espalhados por cinco palcos: Jardim de São Lázaro, Praça dos Poveiros, Largo de Santo Ildefonso e Praça da Batalha e claro, na "tenda coberta" da cidade, o Coliseu.

É precisamente no Coliseu Porto Ageas que a companhia Lapsus vai apresentar "Six Pieds sur Terre", neste sábado, às 21,30 horas e domingo, às 17,30. Em palco, o público vai ver uma (des)construção de movimentos, de tijolos e até de cascas de ovo. Seis performers constroem monumentos distorcidos, torres mais bambas do que sólidas, pontes mais frágeis do que fiáveis. A companhia francesa faz a sua estreia nacional no FIC Porto e será deles o último espetáculo a pisar o Coliseu.

Mas o festival vai também andar de rua em rua através da companhia portuguesa Marimbondo, a única a apresentar um espetáculo em movimento. Ao longo de 30 minutos, "Banda Rumtatá" anima quem a segue e quem passa, através de uma divertida mescla de músicas de circo, dixieland, malabarismo, magia e números cómicos. A partida está marcada para a Praça dos Poveiros, sexta e sábado às 18,15 horas, e domingo, às 13,15 horas.

Destaque amanhã, sábado, para a Conferência Internacional, marcada para as 11 horas na Sala Dois do Coliseu. Numa conversa moderada por Lino Miguel Teixeira, comunicador cultural Tiago Bartolomeu Costa, Adjunto do Secretário de Estado da Cultura, Miguel Moreno "Bolo", presidente da Associação de Circo da Andaluzia, José Bastos, gestor cultural e Clément Dazin, artista, vão pensar e falar sobre o que é o Novo Circo e que futuro se antevê para esta arte.

O acesso a todos os eventos é gratuito. As entradas no Coliseu são feitas por ordem de chegada e até ao limite da lotação das respetivas salas.

+Info: Conheça a programação completa AQUI.