Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Apresentação pública do Museu da Cidade teve casa cheia para ver o mapa que vai da Pasteleira à Bonjóia
14-02-2020

Como se de uma linha de metro se tratasse, o Museu da Cidade renasce com nova identidade, numa plataforma dinâmica que se fragmenta em 16 estações museológicas, que se estendem desde o Parque da Pasteleira até à Quinta da Bonjóia, em Campanhã. Depois da apresentação à imprensa, o auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett foi pequeno para acolher quem quis conhecer o novo Museu à escala da cidade, ao final da tarde desta quinta-feira.


A paisagem sonora de Pedro André introduziu o acolhimento a centenas que não perderam o convite do Município para saber, afinal, o que é o Museu da Cidade.

Antes mesmo que fosse explicado pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, pelo diretor artístico do Museu da Cidade, Nuno Faria, e pelos designers, Lizá Ramalho e Artur Rebelo - R2, a sessão iniciou com a leitura em voz alta do texto "Árvores", por Nuno Preto, Patrícia Queirós e Tânia Dinis.

A refundação do Museu da Cidade implicava este momento de partilha e de revelação da nova identidade "geográfica, semântica e gráfica" com todos que fazem o Porto, explicou Nuno Faria. Tanto mais que a estratégia de programação agora desenvolvida desafia o público a cinco percursos (Eixo Sonoro, Eixo Natureza, Eixo Material, Eixo Líquido e Eixo Romantismo), que podem ser entendidos como "linhas de metro", por agora com "16 estações", mas que poderão ser mais, porque com um património que encerra tantas potencialidades, esta é "uma neverending story [história inacabada]", completou Rui Moreira.

Entre os cidadãos que não perderam a chamada, estavam o presidente da Assembleia Municipal do Porto, Miguel Pereira Leite, vereadores e deputados municipais. A apresentação terminou com um concerto de Domenico Lancellotti e Tomás Cunha Ferreira e um DJ set por Sonja Câmara.

Conheça as 16 estações museológicas:

1. Reservatório
2. Casa Marta Ortigão Sampaio
3. Casa Tait
4. Extensão do Romantismo
5. Entre Quintas
6. Banco de Materiais
7. Rio de Vila
8. Casa dos 24
9. Arqueossítio
10. Casa Guerra Junqueiro
11. Extensão do Douro
12. Casa do Infante
13. Biblioteca Sonora
14. Ateliê António Carneiro
15. Extensão Indústria
16. Bonjóia - Extensão Natureza

+ Info: Museu da Cidade