Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Andante gratuito até aos 12 anos pode ser solicitado a partir do mês de agosto
30-07-2019

No âmbito do PART - Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos, a Área Metropolitana do Porto vai implementar a gratuitidade nos transportes para crianças e jovens até aos 12 anos, através do "Sub13", o cartão Andante que permitirá essa utilização gratuita de todos os serviços de transporte integrados no sistema intermodal Andante.


No caso da cidade do Porto, será possível solicitar a emissão do Sub13 já a partir de agosto. Os formulários para requerer o "Sub13" estarão disponíveis nos mesmos agrupamentos e escolas que já disponibilizam a adesão ao "Porto.13-15", podendo os alunos desses estabelecimentos de ensino requer o cartão na escola através do preenchimento do formulário "Sub13". Crianças e jovens que estudem noutros estabelecimentos de ensino e que tenham morada fiscal no Município do Porto, poderão dirigir-se ao Gabinete do Munícipe para requerer o Sub13, devendo nestes casos apresentar comprovativo de morada.

Todas as crianças e jovens que já sejam clientes Andante* poderão dirigir-se a uma loja Andante para alteração do perfil de cliente, passando a ser clientes Sub13, usufruindo da gratuitidade.

O Sub13 tem um custo de emissão de 6 euros, e será válido todos os meses até ao limite de validade do cartão ou até ao mês em que o jovem perfaz 13 anos. 

Recorde-se ainda que na cidade do Porto, Executivo e Assembleia Municipal decidiram ir além do Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes Públicos (PART), com a extensão da gratuitidade na faixa etária dos 13 aos 15 anos.

Assim nasceu o título "Porto.13-15", que desde o início deste mês de julho pode ser solicitado em todas as escolas do Município, públicas ou privadas, e ainda no Gabinete do Munícipe.

Contribuir para o aumento da procura do transporte público, numa franja da população propensa à adoção de novos hábitos de mobilidade, constitui a principal razão por detrás do investimento de cerca de 1 milhão de euros, assumido integralmente pela Câmara do Porto.

* serviço disponível brevemente