Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Alunos do ensino superior voltam ao Centro Histórico pela mão do Porto Acolhe
22-11-2018
Um grupo de estudantes de mobilidade que frequentam o ensino superior na Invicta faz, esta tarde, um percurso pedonal pela Zona Histórica, no âmbito do projeto municipal Porto Acolhe.

Conduzida pelo arquiteto António Moura, a visita tem início pelas 14,30 horas, junto à Sé Catedral, e termina na Casa do Infante, levando os jovens a conhecer alguns dos pontos de particular interesse no centro da cidade.

Esse é, de resto, o objetivo das várias visitas culturais programadas a espaços municipais que o Porto Acolhe vem realizando e que, na semana passada, levou um grupo a visitar a Muralha Fernandina. Então sob orientação do arquiteto Francisco Sousa Rio, 16 estudantes de várias nacionalidades aceitaram o desafio de, ao longo de duas horas e meia, percorrer toda a cerca da cidade murada, à procura de torreões, portas e postigos, ameias e escadas dos panos de muralha ainda existentes. Largo Primeiro de Dezembro, junto à Igreja de Santa Clara, subida ao topo da muralha pelas escadarias de pedra que dão acesso ao trecho dos Guindais e vários outros pontos da muralha foram contemplados no percurso, que terminou também na Casa do Infante.

Além da visita agendada para a tarde de hoje, o Porto Acolhe tem já confirmadas até final do semestre mais oito visitas a espaços municipais da cidade, entre os quais a Casa-Museu Guerra Junqueiro, o Museu Romântico da Quinta da Macieirinha, a Biblioteca Pública Municipal, os Paços do Concelho e a Casa-Museu Marta Ortigão Sampaio.

Para participarem nestas visitas de caráter cultural, os estudantes de mobilidade podem fazer a sua inscrição através das entidades de ensino superior que frequentam, pois todas as semanas os Gabinetes de Relações Internacionais com os quais o Município está protocolado são notificados com as visitas previstas para cada uma das semanas.

O Porto Acolhe, promovido através da Divisão Municipal da Juventude em articulação com outros serviços municipais, foi implementado em 2007 e protocolado em 2010, tendo por missão o desenvolvimento de ações que evidenciem a identidade cultural da cidade e as experiências de reabilitação urbana, assumindo com as entidades de ensino superior a responsabilidade de integrar os estudantes que elegem o Porto para estudar.

Para tal, o programa assenta em dois princípios: por um lado, o favorecimento dos movimentos de intercâmbio, que contribuem para o crescimento pessoal e profissional dos jovens; por outro, a projeção internacional das entidades de ensino superior. Nesse sentido, tem entre os seus objetivos proporcionar um acolhimento de excelência aos estudantes de mobilidade internacional que optam pelo Porto para estudar e/ou para se especializar; contribuir para a internacionalização das entidades de ensino superior parceiras (Universidade do Porto, Universidade Católica do Porto e Instituto Politécnico do Porto); contribuir para manter viva a marca do Porto que se instalou nos últimos anos, fazendo desta cidade o destino preferencial dos jovens de mobilidade.