Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Alunos do 1.º ciclo fazem-se atores na prevenção da segurança na cidade
12-10-2018
Dezenas de alunos da zona oriental da cidade vestiram literalmente a farda de polícias e participaram ontem numa iniciativa de capacitação/sensibilização para melhores atitudes de prevenção de segurança.

Inserida na programação do CLS - Contrato Local de Segurança, a ação levou os alunos fardados a rigor a simularem uma "operação stop" (em frente à antiga EB23 do Cerco do Porto) com o intuito de promover e incutir junto dos condutores comportamentos que promovam a segurança rodoviária.

Além da demonstração de meios policiais, esta iniciativa compreendeu outras ações de sensibilização para estilos de vida sudáveis e comportamentos de segurança, nomeadamente no Espaço TODOS, que é um espaço de proximidade destinado à promoção de atividades que visam o desenvolvimento comunitário da população residente), e contou com a participação da Polícia Municipal e da PSP, do vereador com o pelouro da Educação na Câmara do Porto, Fernando Paulo, e da secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto.

Os CLS - Contratos Locais de Segurança são instrumentos de cooperação entre a Administração Central, Autarquias e Parceiros Locais com vista à redução das vulnerabilidades sociais, à prevenção da delinquência juvenil e à eliminação dos fatores criminógenos.

O Agrupamento de Centros de Saúde Porto Oriental e o próprio Agrupamento de Escolas do Cerco do Porto e S. Roque da Lameira fazem parte do conjunto de cerca de 30 parceiros que participam no CLS Porto, celebrado entre o Município do Porto e o MAI, em 2016, e abrangendo a zona do Bairro do Cerco do Porto e a Zona Ocidental (Bairro da Pasteleira, Agrup. Habitacional da Pasteleira e Bairro Dr. Nuno Pinheiro Torres). Os seus eixos estratégicos de intervenção são a promoção da cidadania, a prevenção da delinquência juvenil, a redução de vulnerabilidades sociais e a intervenção no espaço urbano.