Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Agência Lusa anula notícia falsa sobre a Arrábida
27-08-2018

Depois do Direito de Resposta, evocado pela Câmara do Porto na passada sexta-feira, a Agência Lusa publica hoje a anulação da notícia com o título "Técnico da Câmara do Porto propôs chumbar alteração de hotel para habitação na Arrábida". Reconhece assim a falsidade contida na notícia, mas continua a não dar provimento ao exercício do Direito de Resposta apresentado pelo Município.


Na notícia hoje publicada pela Agência Lusa refere-se que "anula-se a peça porque, ao contrário do que aí era afirmado, o mesmo técnico da Câmara do Porto que inicialmente tinha dado um parecer desfavorável à alteração de hotel para habitação na escarpa da Arrábida pronunciou-se posteriormente com um parecer favorável, feitas modificações solicitadas pelos serviços da autarquia, sobre o qual assentou uma autorização camarária do projeto".


No seu Direito de Resposta, que ainda aguarda publicação pela Lusa, a autarquia refere que a jornalista, autora do artigo, "não podia desconhecer a verdade, nem podia ter assumido afirmações mentirosas, porquanto a Câmara do Porto lhe facultou acesso a todos os documentos do processo, que esta consultou livremente, o número de vezes que quis, em instalações municipais, a última das quais na passada quarta-feira".


Na anulação, a Lusa indica que apenas à presente data tomou conhecimento deste segundo parecer, alertada pelo Município. Todavia, mesmo que assim fosse e não é, a jornalista deliberadamente ocultou que, no seu primeiro parecer, o técnico admitia "correções e/ou esclarecimentos em falta no processo" e que, no mesmo dia, foi dado "parecer favorável condicionado à correção do projeto" por parte da Chefe de Divisão Municipal de Apreciação Arquitetónica e Urbanística.