Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Agência do Reino Unido fica impressionada com a força da marca "Porto."
27-11-2019
A conceituada agência de design John & Jane, de Cardiff, País de Gales, está "impressionada" com o branding da cidade do Porto e tece elogios à versatilidade da marca "Porto.". Num extenso artigo, mostra como esta se adapta aos mais diversos contextos, mantendo a sua identidade e coerência visual.

"A marca do Porto é visualmente simples, moderna e autêntica, inspirando-se nos icónicos azulejos azuis e brancos que podem ser encontrados por toda a cidade", principalmente nas fachadas das históricas igrejas e na Estação de São Bento, refere a agência John & Jane, que fez uma visita de estudo à Invicta e diz ter ficado admirada com o envolvimento da marca na cidade.

Salientando que esta identidade visual alia tradição e modernidade, quer porque utiliza como ícone as pipas de Vinho do Porto quer porque "usa um tipo de letra san-serif moderno que diz simplesmente Porto.", a parceira da empresa local Pixelmatters percorreu a cidade e registou, em fotografia, exemplos práticos da aplicação da multipremiada marca, presente na fachada do Gabinete do Munícipe; na lona de grandes dimensões que envolve o Mercado do Bolhão, que está a ser restaurado; na decoração da frota municipal; nas letras gigantes "Porto.", hoje ponto de paragem obrigatória para algumas fotos; nos uniformes dos trabalhadores municipais; ou na imagem do Mercado Temporário do Bolhão, entre outros exemplos. 

"Também notámos a enorme quantidade de obras espalhadas pela cidade; havia gruas e trabalhos de reabilitação urbana a decorrer em vários locais, o que vem confirmar a autenticidade da moderna marca 'Porto.': uma cidade que se orgulha da sua história e caráter, mas simultaneamente voltada para o futuro", salienta o artigo.

A agência John & Jane foi ainda mais longe ao auscultar a opinião dos portuenses sobre o impacto da marca no desenvolvimento económico da cidade. Entre o taxista que ignorava os sucessivos recordes de visitantes que o Porto alcançou desde que se internacionalizou através da sua marca, também houve quem assegurasse que "a governação independente da Câmara possibilita a tomada de decisões não convencionais, que têm provado ser muito positivas para a cidade".