Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Aeroporto do Porto é o melhor da Europa e o terceiro melhor do mundo
27-04-2017

De um universo de 178 aeroportos analisados em inquérito promovido pela DECO, o do Porto é o melhor da Europa. Ao nível global do estudo, que envolveu mais de 11 mil passageiros, conquista a terceira posição. Aeroporto nacional mais próximo, nesta avaliação, é o de Lisboa, na 46.ª posição.

 

 

Um inquérito exclusivo da associação de defesa do consumidor DECO, hoje divulgado na revista Proteste, coloca o Aeroporto Francisco Sá Carneiro como o melhor da Europa e o terceiro melhor do mundo. Em análise estiveram 178 aeroportos, avaliados por milhares de passageiros de oito países. Foi também colhida opinião sobre 72 companhias aéreas, com a TAP a ficar na 53.ª posição em termos de pontualidade e na 31.ª na satisfação global.



O estudo foi realizado em outubro de 2016 e envolveu associações congéneres da DECO na Austrália, Bélgica, Brasil, Dinamarca, Espanha, Franca e Itália. De 11.273 respostas obtidas, apenas 1.751 são de Portugal, o que significa que para os resultados finais contou um universo abrangente.



Na apreciação global dos 178 aeroportos, o do Porto surge em terceiro lugar: conquistou 8,3 pontos (numa avaliação de 1 a 10), ficando à sua frente apenas as grandes estruturas de Ghangi, Singapura (1.ª posição, com 8,6 pontos) e Narita, em Tóquio (2.ª posição, com 8,3 pontos). O aeroporto de Lisboa ficou na 46.ª posição.



Relativamente ao "Francisco Sá Carneiro", pode ler-se no artigo da Proteste, "a sensação de segurança dentro do aeroporto, os ecrãs de informação de partidas e chegadas, os sinais de orientação e as casas de banho são os critérios que mais satisfazem".



No que toca às companhias aéreas, o estudo revela que a "pontualidade dos voos é o fator que mais influencia a satisfação" dos passageiros. Foi precisamente este fator que colocou a TAP Portugal em 53.ª posição - segundo a DECO, foi reportado pelos inquiridos atrasos em "um quarto dos voos" da companhia. Na primeira posição ficou a Emirates dos Emirados Árabes Unidos.