Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Acabou o Bairro do Nicolau
30-11-2015

Oito famílias - as que restavam - do Bairro do Nicolau foram hoje realojadas. O processo foi cuidadosamente preparado pela Câmara do Porto, com o apoio do IHRU - Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana, e hoje foi o dia da transferência para o Bairro de Contumil dos 18 moradores. Para trás ficam recordações, uma paisagem maravilhosa, o risco de uma tragédia e toda uma condição de vida inaceitável para os padrões atuais. Seguem-se Pêgo Negro e Viela de Lamas.

 

Sem polícia, sem alarme, com abraços fraternos, foi assim, hoje, a mudança, com a ajuda da Domus Social, empresa municipal que ajudou no processo, e com a presença do presidente da Câmara, do vereador da ação habitação, do presidente da Junta do Bonfim e com o presidente do IHRU.

 

Rui Moreira, Manuel Pizarro, José Carvalho e Vítor Reis não disfarçaram contentamento por terem encontrado soluções de vida digna para as pessoas, mesmo que uma mudança seja sempre um momento carregado de emoções, que um político também tem direito a ter.

 

Importante, quis deixar claro Rui Moreira, é que aquelas casas - se assim lhes poderíamos chamar - não voltarão a ser ocupadas, como "salas de espera" pela habitação social e que serão agora demolidas. E deixou ainda claro que "aqui não haverá nenhum hotel, nem condomínio com vista para o rio. A encosta será renaturalizada, como já acontece ali ao lado".

 

Ao IHRU agradeceu a disponibilidade das habitações para onde vão agora os 18 moradores, sem que isso atropele ou atrase a entrega de habitação social a outros portuenses à espera de habitação social. Aos moradores, desejo felicidade nas novas casas, longe dos perigos da escarpa e do que por lá também morada e não era gente.

 

Manuel Pizarro avisou que a Câmara não está parada em relação a outras situações que existem da cidade, como o Pêgo Negro e a Viela de Lamas, de onde, brevemente, sairão outras pessoas, também para habitações condignas na sequência de processos em tudo idênticos.

 

Vítor Reis, por sua vez, entregou a Rui Moreira uma lista de habitações que o IHRU disponibiliza para que outros processos semelhantes possam avançar.

 

O Bairro do Nicolau - ou o que restava dele - já não é bairro esta noite. Já não tem gente. Nunca mais terá gente. E ainda bem.