Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Abriu o concurso público para o futuro Centro de Recolha Oficial de Animais
02-10-2017

Está a decorrer o concurso público para a construção do Centro de Recolha Oficial de Animais. A estrutura, que substituirá o velho canil do Porto, será construída na Travessa de Águas Férreas de Campanhã, numa parcela de terreno que atualmente integra o Viveiro Municipal.

 

Com um valor base de 1.900.000 euros, o procedimento - cuja abertura foi publicada em Diário da República no dia 28 de setembro - tem como entidade promotora a empresa municipal Go Porto. Com esta empreitada, anunciada no início deste ano, a Câmara pretende dotar a cidade de um centro de recolha moderno, com todas as condições para o acolhimento e bem-estar dos de animais.

 

Com o novo complexo, garante-se o aumento das atuais 94 boxes existentes no canil em S. Dinis (perto do Carvalhido) para 220. O projeto do futuro centro surge no âmbito do Plano Municipal de Controlo e Bem-Estar das Populações Animas de Cães e Gatos, lançado em 2015 para responder às obrigações legais nesta matéria, bem como à generalidade das recomendações de associações zoófilas, Ordem dos Médicos Veterinários e Direção-Geral de Alimentação e Veterinária.

 

Com uma separação física e funcional entre serviços oficiais e de adoção, as futuras instalações terão, naturalmente, melhores condições. Um bloco cirúrgico para esterilização de cães e gatos, sala de enfermagem independente para tratamento e acompanhamento clínico dos animais alojados, zonas de exercício e sociabilização e área de tosquia e higienização são valências contempladas. É de ressalvar que o centro permitirá acolher, sempre que necessário, outras espécies animais.

 

Conforme o anúncio em Diário da República, o prazo de receção de propostas para a construção do Centro de Recolha Oficial de Animais decorre até às 17 horas de 27 de outubro. As propostas deverão ser submetidas na plataforma www.acingov.pt/acingov/, onde também poderão ser consultadas todas as peças do procedimento. Tal como estipulado, a empreitada tem um prazo de execução contratual de 365 dias.