Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

A prova certa no sítio certo: Rally de Portugal no Porto
21-05-2016

Um dia perfeito para a organização de uma inédita classificativa do Vodafone Rally de Portugal foi vivido na Baixa do Porto. Tudo correu bem.




A Porto Street Stage teve muito de inédito ou, pelo menos invulgar. A realização de verdadeiras classificativas de rali nas cidades, em provas do Campeonato do Mundo não é muito comum. Quando acontecem costumam ser super-especiais abrir etapas. Nunca acontecem nos centros das cidades. E quando existem, as street-stage costumam provocar enormes constrangimentos, porque a Federação Internacional do Automóvel existe que os reconhecimentos aconteçam três dias antes.


Mas, o Porto é diferente. Ontem teve lugar no Porto um pequeno milagre, com tudo o que atrás se disse a ser quebrado e a fazer história. Realizar uma dupla classificativa no centro do Porto foi uma ideia que começou a nascer há cerca de seis meses.


Em cima da mesa estiveram várias hipóteses de traçado e localizações, mas a solução encontrada, considerada "arriscada" pelos menos atentos ao que são hoje as enormes exigências da Federação Internacional e do ACP, clube que organiza a prova portuguesa.


O enorme dispositivo montado, em tempo recorde e com grande respeito pela cidade, acabou por atrair ao centro do Porto cerca de 80 mil espetadores e provocar uma audiência de milhões de telespetadores em todo o mundo.


Em Portugal, a prova foi transmitida pela RTP 1, em prime-time televisivo, entre as 19 e as 20 horas. Mas, além dos resultados de imagem terem sido extraordinários para a cidade a nível mundial, o rali foi de enorme agrado para os portuenses que quiseram assistir, nas bancadas, nas ruas, nas janelas e varandas. E com um comportamento irrepreensível, que faz do Porto uma cidade exemplo na forma como o seu público se tem comportado nos grandes eventos, também eles, uma marca da cidade cosmopolita que é hoje.


O belga Thierry Neuville, da Hyundai, também está de parabéns, ao ganhar as duas classificativas. No segundo lugar ficou Andreas Mikkelsen (Volkswagen Polo) e Sebastien Ogier (Volkswagen Polo), tricampeão do mundo de ralis, foi terceiro. Kris Meeke (Citroen), atual líder do Rali de Portugal, ficou na quinta posição da especial.