Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

A primeira P.E.D.R.A. atira adolescentes para o palco da dança contemporânea
30-04-2018

O Teatro Municipal do Porto apresenta em estreia os resultados da primeira edição do P.E.D.R.A. - Projeto Educativo em Dança de Repertório para Adolescentes, na próxima sexta-feira e no sábado, no Auditório Campo Alegre.


O espetáculo integra a programação do Festival DDD - Dias da Dança, que está a decorrer até 13 de maio em variados espaços e locais das cidades da Frente Atlântica (Porto, Gaia e Matosinhos).

O P.E.D.R.A. assenta no repertório de uma coreógrafa paradigmática, que é revisitado por três grupos de adolescentes dirigidos por três coreógrafos locais de três cidades. Neste caso, Clara Andermatt é a coreógrafa principal e Cristina Planas Leitão assumiu a orientação no Porto, enquanto Romulus Neagu e Amélia Bentes conduziram o projeto em Viseu e Lisboa, respetivamente.

O novo projeto de dança contemporânea foi realizado a partir de encontros pontuais durante quatro meses com jovens entre os 15 e os 18 anos, com ou sem experiência artística. O processo foi desenvolvido em simultâneo nas três cidades, num regime de cocriação entre os participantes e o coreógrafo local, mas com o acompanhamento do coreógrafo convidado.

Na primeira edição, o Porto é a cidade-anfitriã deste projeto que tomou o repertório de Clara Andermatt para desafiar os adolescentes a mergulhar nesse universo de criações e realizar um exercício de leitura, interpretação e fruição.

Clara Andermatt (na foto) é considerada uma das pioneiras do movimento da nova dança portuguesa e revelou, ao longo dos anos, uma identidade artística particularmente singular no panorama artístico nacional e internacional, com um percurso que deixou a sua marca na história da dança contemporânea portuguesa e lhe trouxe o devido reconhecimento público.

A coreógrafa é regularmente convidada a criar para outras companhias, a lecionar em diversas escolas e a dar o contributo coreográfico em peças de teatro e cinema. O seu trabalho revela uma evidente predileção pelo contacto com outras áreas, especialmente nas zonas de fronteira entre géneros e estilos, entre o corpo treinado e não treinado e o desejo de aproximação do outro, procurando sentir e perceber a diferença de cada indivíduo.
//
Com a duração aproximada de uma hora e meia, P.E.D.R.A. tem apresentação do grupo do Porto às 15 horas de sexta-feira, dia 4, e apresentação conjunta dos três grupos às 19 horas de sábado, dia 5, no Auditório Campo Alegre. 

Bilhetes: crianças 2 euros - adultos 5 euros