Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

30 novos hotéis em licenciamento
06-11-2015

O Porto tem mais 30 pedidos de licenciamento para novos hotéis, que correspondem a processos referentes à intenção de executar empreendimentos turísticos que ainda não receberam alvará de construção.


Na Câmara do Porto estão a tramitar 15 licenciamentos para empreendimentos turísticos, todos pedidos entre 2014 e 2015, e há seis novos hotéis que abriram recentemente com alvará emitido - Rua Fonte Taurina (Ribeira), Rua da Boavista, Rua das Flores (perto dos Clérigos e Ribeira), Praça da Batalha (em frente ao Teatro Nacional São João), Alameda Basílio Teles e Rua Sá de Noronha.


A explosão de pedidos de licenciamento para novos hotéis está também a registar-se na Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) - Porto Vivo, entidade em fase de municipalização, onde deram entrada mais 15 pedidos para novas unidades hoteleiras.


Na lista da SRU, e segundo notícia avançada pela comunicação social citando Lusa, estão enumerados com alvará de construção cinco projetos, todos a edificar na zona da Ribeira, Património Mundial.


Estão também em fase de projeto mais dez hotéis, todos com o pedido feito entre 2014 e 2015, refere a SRU. Desse grupo, dois serão na Avenida dos Aliados, sendo que ontem, Mário Ferreira, proprietário da empresa Douro Azul, anunciou o início da requalificação da antiga Pensão Monumental, um emblemático edifício no coração da Avenida dos Aliados que será reconvertido em hotel de luxo.


A SRU tem assistido a um aumento de pedidos de informação para adquirir edifícios na zona histórica, seja de portugueses, seja de estrangeiros, que chegam à procura de espaços para lojas, casas de habitação ou edifícios para hotelaria, hostels ou alojamento local.


A Rua das Flores é uma das ruas mais desejadas para abrir negócio, mas as ruas da Vitória, Mouzinho da Silveira, Almada ou a Avenida dos Aliados, são outras artérias assinaladas no mapa da cidade e onde as unidades hoteleiras estão a crescer a um ritmo avassalador.