Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Tradição inglesa no Porto
21-11-2014

Timothy John Andersen Chambers nasceu em Inglaterra, estudou na Suiça e ganhou experiência de trabalho em Londres, mas foi no Porto que sedimentou as suas raízes. É presidente do Oporto Cricket and Lawn Tennis Club, que reserva o estatuto a membros ingleses ou luso-ingleses da sociedade portuense, mas também portuguesa.


Segundo o jornal i, o percurso do presidente do clube é um exemplo da vida da comunidade inglesa no Porto, que se divide entre o trabalho na empresa tecnológica, a Feitoria inglesa, a Oporto British School e, em alguns casos, a igreja inglesa.


O Oporto Cricket and Lawn Tennis Club, originalmente fundado em 1855, está localizado na Rua do Campo Alegre desde 1967. Um clube, que num ambiente de exclusividade e de tradições, conta com um restaurante para 50 pessoas e um "lounge bar", uma sala de leitura e uma de "snack" com dois terraços, uma sala de televisão, sala de bilhar e oitos quartos duplos para alugar. Nas atividades de lazer e desporto, os sócios podem desfrutar de uma piscina ao ar livre, seis courts de ténis, um campo reservado para o cricket, mas também para o futebol, que contemplam todo um ambiente de exterior.


Ao jornal i, Tim Chambers, como habitualmente é conhecido, revela que o Oporto Cricket and Lawn Tennis Club conta com 984 sócios classificados por honorários e, que antes de serem aceites como membros do clube, foram sujeitos a prévia votação.


É um dos mais exclusivos clubes do país, conta com 26 funcionários que mantem o bom funcionamento e atendimento aos sócios, um clube em atividade desde o século XIX.