Primeiro rastreio integral de todos os idosos em lares começou domingo no Porto e foi reforçado por 5000 testes oferecidos à CMP
Foram ontem entregues no Hospital de São João do Porto cinco mil testes Covid-19, com especificações semelhantes aos usados em Portugal pelo SNS, oriundos de Xangai, cidade geminada com o Porto. Os testes foram oferecidos ao Município pela Fundação Fosun e pela Gestifute e vão alimentar o programa de rastreio completo nos lares do Porto, por iniciativa da Câmara Municipal.
Primeiro rastreio integral de todos os idosos em lares começou domingo no Porto e foi reforçado por 5000 testes oferecidos à CMP
Foram ontem entregues no Hospital de São João do Porto cinco mil testes Covid-19, com especificações semelhantes aos usados em Portugal pelo SNS, oriundos de Xangai, cidade geminada com o Porto. Os testes foram oferecidos ao Município pela Fundação Fosun e pela Gestifute e vão alimentar o programa de rastreio completo nos lares do Porto, por iniciativa da Câmara Municipal.

Foram ontem entregues no Hospital de São João do Porto cinco mil testes Covid-19, com especificações semelhantes aos usados em Portugal pelo SNS, oriundos de Xangai, cidade geminada com o Porto. Os testes foram oferecidos ao Município pela Fundação Fosun e pela Gestifute e vão alimentar o programa de rastreio completo nos lares do Porto, por iniciativa da Câmara Municipal.


O rastreio está a ser feito nos lares pelos dois Agrupamentos de Centros de Saúde da cidade, tendo começado a ser desenvolvido na zona oriental, desde domingo, estando agora a arrancar também na zona ocidental.


Este projeto de rastreio, apresentado pela Câmara ao Hospital de São João do Porto, distingue-se de todos os outros por em poucos dias rastrear toda aquela população, seja ou não sintomática, e a todos os funcionários das instituições que a alberga.


Simultaneamente, a Câmara do Porto criou respostas para acomodar na Pousada da Juventude e no Seminário de Vilar todos aqueles que necessitem e não estejam infetados, tomando aí todas as precauções anti-contágio necessárias. Ou seja, garantindo que, para infetados e não infetados, haverá sempre resposta, para a qual contribuiu também o Hospital de Campanha em montagem no SuperBock Arena / Pavilhão Rosa Mota.


A Câmara do Porto espera com esta ação de rastreio aos lares, atuar a tempo de proteger os não infetados dentro da população com maior vulnerabilidade.


Os cinco mil kits entregues ontem no Hospital de São João viajaram desde Xangai para o Porto num voo especial promovido pela TAP que aterrou em Lisboa na segunda-feira e foram transportados para o Porto pela NVending, empresa que ofereceu o transporte especializado neste tipo de produto farmacêutico.

Porto. Diário.
Campanha de mupis #ficaemcasa está por toda a cidade em 700 posições
É a mais massiva campanha de mupis alguma vez promovida pelo Município do Porto e, em grande medida, deve-se aos apoios que reúne. A empresa de mobiliário urbano JCDecaux disponibilizou cerca de 700 posições para a colocação da mensagem #FicaEmCasa, incluindo posições de espaços comerciais. Veja as imagens dos mupis.
Campanha de mupis #ficaemcasa está por toda a cidade em 700 posições
É a mais massiva campanha de mupis alguma vez promovida pelo Município do Porto e, em grande medida, deve-se aos apoios que reúne. A empresa de mobiliário urbano JCDecaux disponibilizou cerca de 700 posições para a colocação da mensagem #FicaEmCasa, incluindo posições de espaços comerciais. Veja as imagens dos mupis.

É a mais massiva campanha de mupis alguma vez promovida pelo Município do Porto e, em grande medida, deve-se aos apoios que reúne. A empresa de mobiliário urbano JCDecaux disponibilizou cerca de 700 posições para a colocação da mensagem #FicaEmCasa, incluindo posições de espaços comerciais. Veja as imagens dos mupis.


Além dos espaços que a autarquia tem habitualmente reservados para este fim, somam-se efetivamente outros, detidos pelas mais diversas empresas, que fazem engrossar esta campanha municipal para números nunca antes vistos.

O design, apresentado em nove soluções gráficas, conta também com o apoio do Studio Eduardo Aires, do autor da marca "Porto.". A mensagem comunica através de ícones que nos transmitem o quão prazeroso pode ser ficar em casa, quer seja para desfrutar o tempo em família, arriscar mais nas aventuras gastronómicas, colocar a leitura em dia, ouvir mais música, para também trabalhar e até socializar através de jogos mais tradicionais ou virtuais.

#FicaEmCasa #stayhome é, por isso, uma proposta tentadora, que deve continuar a ser respeitada, quando se sabe, à presente data, que o Estado de Emergência Nacional se manterá ativo nos próximos tempos.

Outras iniciativas municipais

A circunstância excecional que atravessamos, de combate ao novo coronavírus, tem colocado o Município do Porto na primeira linha de apoio aos hospitais públicos da cidade, que além do envolvimento na montagem do primeiro centro de rastreio da doença Covid-19 no país, desenvolveu um projeto com uma empresa local para iniciar a produção de máscaras do tipo cirúrgico e encomendou 50 ventiladores à China, que deverão chegar a Portugal nos próximos dias.

Noutra frente, a Câmara do Porto montou um esquema, inédito no país, para o rastreio sistemático dos idosos institucionalizados em lares e residências coletivas da cidade, bem como a todos os seus cuidadores.

Porto. Diário.
Balcão de atendimento virtual regista aumento de procura dos canais digitais
O serviço de atendimento ao público do Gabinete do Munícipe continua ativo através do Balcão Virtual, no horário de funcionamento habitual. Não sendo este o único canal, começa a evidenciar-se, nesta fase, como o privilegiado pelos cidadãos para o contacto com o Município do Porto. Só na última semana de março, foi registado um aumento significativo na procura dos canais digitais (online e email).
Balcão de atendimento virtual regista aumento de procura dos canais digitais
O serviço de atendimento ao público do Gabinete do Munícipe continua ativo através do Balcão Virtual, no horário de funcionamento habitual. Não sendo este o único canal, começa a evidenciar-se, nesta fase, como o privilegiado pelos cidadãos para o contacto com o Município do Porto. Só na última semana de março, foi registado um aumento significativo na procura dos canais digitais (online e email).

O serviço de atendimento ao público do Gabinete do Munícipe continua ativo através do Balcão Virtual, no horário de funcionamento habitual. Não sendo este o único canal, começa a evidenciar-se, nesta fase, como o privilegiado pelos cidadãos para o contacto com o Município do Porto. Só na última semana de março, foi registado um aumento significativo na procura dos canais digitais (online e email).


As ferramentas "Fale Connosco" e os formulários online, começam a ganhar terreno nesta plataforma digital, que tem vindo a ser cada mais utilizada pelos portuenses. Entre os dias 23 e 27 de março, além de uma subida no número de emails rececionados pelo Gabinete do Munícipe, o Balcão Virtual registou um aumento de cerca de 10% dos formulários preenchidos online.


Por contraste, no mesmo período, o número de chamadas telefónicas recebidas para assuntos gerais decresceu 22% e para assuntos relacionados com urbanismo a quebra foi de 30%. Não obstante, os níveis de serviço, num caso e outro, elevaram-se para valores próximos dos 100%, um dado que também importa salientar, pois evidencia a otimização deste canal de comunicação com o munícipe, mesmo que prestado em regime de teletrabalho.

E, como seria de esperar, o volume do correio postal, enviado e recebido, é agora significativamente menor. O Gabinete do Munícipe está, aliás, orientado para enviar o mínimo de correspondência possível. Prova disso é que, na última semana, colocaram-se menos 87% de cartas no correio. Também o correio postal recebido decresceu em 72%.

O Balcão Virtual tem ainda a vantagem de reunir numa só plataforma uma série de informações sobre a atividade camarária e disponibilizar serviços orientados às necessidades dos cidadãos, facilitando o contacto através de um vasto portefólio de formulários online, elaborado de acordo com as interações possíveis entre munícipe e Município.

Por força das atuais circunstâncias, o atendimento do Gabinete do Munícipe realiza-se à distância desde o dia 16 de março, data em que encerrou ao público. Com uma rápida adaptação ao sistema de teletrabalho, este serviço de front-desk começa agora a registar mais contactos via Balcão de Atendimento Virtual.

O serviço de atendimento telefónico está igualmente disponível entre as 9 e as 17 horas, dos dias úteis.

Descubra que outros canais municipais se mantêm ativos à distância AQUI.

Porto. Diário.
Lançados hoje os concursos de conceção para projetos de habitação acessível em Lordelo do Ouro
Os concursos para apresentação de propostas de conceção para habitação a preços acessíveis na zona de Lordelo do Ouro, estimada em mais de 300 fogos, foram publicados nesta quarta-feira, em Diário da República, cerca de uma semana depois da reunião de Executivo Municipal que votou, por unanimidade, a proposta.
Lançados hoje os concursos de conceção para projetos de habitação acessível em Lordelo do Ouro
Os concursos para apresentação de propostas de conceção para habitação a preços acessíveis na zona de Lordelo do Ouro, estimada em mais de 300 fogos, foram publicados nesta quarta-feira, em Diário da República, cerca de uma semana depois da reunião de Executivo Municipal que votou, por unanimidade, a proposta.
Os concursos para apresentação de propostas de conceção para habitação a preços acessíveis na zona de Lordelo do Ouro, estimada em mais de 300 fogos, foram publicados nesta quarta-feira, dia 1 de abril, em Diário da República, cerca de uma semana depois da reunião de Executivo Municipal que votou, por unanimidade, a proposta.

O estudo urbanístico prevê intervenções em terrenos do domínio municipal, que incluem, além da intervenção em espaço público, a construção de cinco blocos de habitação, com a disponibilização de mais de 300 fogos destinados ao mercado de habitação acessível.

No total, são três os concursos agora lançados, um para a conceção de obras de urbanização, espaço público e paisagismo, que contempla a renaturalização do troço da ribeira da Granja, reabilitação e construção de novos arruamentos; e os dois concursos restantes, segundo e terceiro, destinados à construção de cinco edifícios de habitação coletiva.

Inicialmente, estava prevista a construção de 170 fogos com investimento municipal aproximado de 19 milhões de euros. Só que considerando o potencial da área, envolvida pelos bairros de Pinheiro Torres e da Mouteira, o Município do Porto viu nela uma oportunidade para pensar em algo maior, que conjugasse a vertente da densificação com a reformulação urbanística desta zona de Lordelo do Ouro, onde subsistem problemas de segregação territorial.

Assim, o projeto vou reajustado e levado a reunião de Câmara no final do ano passado, tendo sido elevada a fasquia do investimento municipal para os 46 milhões de euros.

As propostas podem ser apresentadas até 100 dias após a publicação do concurso nos órgãos oficiais (Diário da República e Jornal Oficial da União Europeia), sendo os vencedores contemplados com prémios no valor de 15 mil euros (e a adjudicação do projeto), estando prevista também a atribuição de 10 mil e 5 mil euros aos segundos e terceiros classificados, respetivamente. Pode ser ainda equacionada a eventual atribuição de duas menções honrosas em cada um dos três concursos, no valor de 500 euros cada.
Consulte a publicação dos três anúncios:

Trabalho de conceção no domínio da arquitetura - construção edifícios A, B e C (valor-base 660.239,00 euros)
Trabalho de conceção no domínio da arquitetura - construção edifícios D e E (valor-base 500.704,00 euros) 
Porto. Diário.
Teatro de Marionetas do Porto alivia quarentena com peças nas redes sociais
O Teatro de Marionetas do Porto vai exibir 14 espetáculos até ao dia 28 de junho, através do Facebook e do Instagram da companhia. A partir de hoje e até domingo, dia 5, tem "em cartaz" a "História da Praia Grande".
Teatro de Marionetas do Porto alivia quarentena com peças nas redes sociais
O Teatro de Marionetas do Porto vai exibir 14 espetáculos até ao dia 28 de junho, através do Facebook e do Instagram da companhia. A partir de hoje e até domingo, dia 5, tem "em cartaz" a "História da Praia Grande".
O Teatro de Marionetas do Porto vai exibir 14 espetáculos até ao dia 28 de junho, através do Facebook e do Instagram da companhia. A partir de hoje e até domingo, dia 5, tem "em cartaz" a "História da Praia Grande".

A iniciativa "Temporada de Primavera em Casa" começou no Dia Mundial do Teatro com a peça "Nada ou o Silêncio de Beckett", mas nos próximos tempos as sugestões dirigem-se sobretudo para um público infantojuvenil.

Com mais de 30 anos de história, a companhia funciona no Teatro do Belomonte (Rua de Belmonte), onde também está localizado o seu Museu de Marionetas, disponível para visita virtual.

Desde 2018, o Teatro de Marionetas do Porto dinamiza o projeto "Quem sou eu?", uma iniciativa do Município do Porto, criada no âmbito da adesão à Rede Mundial das Cidades Amigas das Pessoas Idosas. O projeto surge da forte motivação para trabalhar com comunidades mais idosas numa perspetiva de sensibilização artística e de inclusão social.

Programa da "Temporada de Primavera em Casa":

Abril
1 a 5 de abril > História da Praia Grande (maiores de 4 anos)
8 a 12 de abril > Wonderland (maiores de 12 anos)
15 a 19 de abril > A Cor do Céu (maiores de 4 anos)
22 a 26 de abril > Miséria (maiores de 16 anos)

Maio
6 a 10 de maio > Cabaret Molotov (maiores de 12 anos)
13 a 17 de maio > Frágil (maiores de 3 anos)
20 a 24 de maio > Macbeth (maiores de 12 anos)
27 a 31 de maio > Polegarzinho (maiores de 4 anos)

Junho
3 a 7 de junho > Boca de Cena (maiores de 16 anos)
10 a 14 de junho > Joanica Puff (maiores de 4 anos)
17 a 21 de junho > Os Encantos de Medeia (maiores de 12 anos)
24 a 28 de junho > Vai no Batalha (maiores de 16 anos)
Porto. Diário.
Partilhado com sucesso